Guerreira e jogadora da seleção brasileira Beatriz Vaz sobre os comentários racistas, machistas e homofóbicos

13996208_1275925222432344_1303966142261284171_o

10 augusto 2016

Assim que a foto da jogadora da África do Sul, no jogo de futebol feminino do Brasil ontem, viralizou na web, não demorou para os comentários racistas, machistas e homofóbicos aparecerem. Para a reflexão deixamos aqui o comentário da guerreira e jogadora da seleção brasileira Beatriz Vaz sobre o assunto:
“Meus amigos vou contar um fato pra vocês, fatos estes relatados por atletas da Nigeria, Senegal e Africa do sul. Vamos lá…
As africanas, de uma maneira geral, precisam se esconder ou se disfarçar para poderem praticar a modalidade em seus paises (!!!)
Isso faz com que elas criem modelos motores e até de atitudes iguais aos homens, algo realmente bem triste porque precisam mudar seus padrões para serem aceitas.
Muitas dessas mulheres que vocês observam com cabelos curtos são casadas e têm filhos. E mesmo se não fossem casadas e com filhos, continuariam com a triste realidade de obrigatoriamente terem que se adaptar a um ambiente que as faz perderem suas identidades para praticarem a modalidade que escolheram!
Fica aqui meu alerta para que os julgamentos sejam sempre com bastante cautela, porque entender o ambiente e suas particularidades faz com que a modalidade ganhe espaço e o valor que realmente merece, assim como todas as outras modalidades, cada uma nos seus contextos e com suas necessidades!” – Beatriz Vaz.