O que fazemos

Workshops/Oficinas

Usamos futebol como uma ferramenta para gerar diálogos a respeito de normas de gênero. Acreditamos que as mesmas normas estreitas de gênero que sao encontradas no futebol são refletidas na sociedade em geral, e sao a raiz de muita injustiça social. Pesquisas revelam que códigos rígidos de masculinidades e feminilidades tradicionais contribuem com resultados fracos na educacao e saúde reprodutiva, bem como com violência de genero e sexualidade – seja contra mulheres, ou homofobia.

Estas questões não podem ser resolvidas sem que as normas de gênero mais profundamente enraizadas na sociedade sejam desafiadas. Acreditamos que a o discurso do futebol (linguagem e imagens), universalmente reconhecido, seja nao somente uma das ferramentas poderosa, eficaz e acessível para a realizacao deste trabalho, mas tambem um instrumento inovador para a realizacao de mudanças sociais profundas.

Treinamento Embaixadoras

Trabalhamos com jogadoras de futebol feminino profissionais para incentivar o envolvimento de mulheres e meninas no esporte, desafiando assim preconceitos – de gênero e raciais – e promovendo acoes seguras e democráticas através de atividades físicas e de diálogo.

As jogadoras são capacitadas como Embaixadoras – do esporte, de futebol, do GUERREIRASPROJECT – e atuam nas comunidades, tornando-se assim modelos de comportamento e attude, acessiveis e visíveis, tanto para meninas como para meninos.

Estas mulheres levam as oficinas ate as comunidades, onde elas compartilham suas historias e narrativas, discutem preconceitos existentes no futebol feminino, e criam espaços seguros para que a juventude possa refletir e dar voz às suas proprias experiências tambem. Através deste trabalho as jogadoras acabam construindo e desenvolvendo suas proprias auto-estima, auto-confiança, e vozes sociais. Isso incentiva os participantes a desafiarem seus próprios preconceitos, partilharem as suas histórias, e debaterem e questionarem quais sao os passos que precisamos dar para abrirmos nossas cabeças a respeito do que as mulheres são capazes de fazer… e de ser.

Exposições

Usamos narrativas, histórias, fotos, sons e filmes de futebol feminino para como instrumentos de abertura de espaço para reflexoes críticas em torno de normas de gênero.

A primeira iniciativa do GUERREIRASPROJECT foi a exposicao multimídia na Embaixada do Brasil em Berlim, Alemanha, durante a Copa do Mundo Feminina da FIFA 2011. Fizemos a “Parte II” desta exposição na Copa do Mundo de 2014 da FIFA no Brasil junto com DISCOVER FOOTBALL e ativistas.

Apresentações

Buscamos trazer a tona o conhecimento corporal, de gênero e do esporte, que adquirimos com nossas experiências como jogadoras profissionais de futebol. No processo, incorporamos pesquisas acadêmicas, teorias de genero, esporte e sociologia, historias e narrativas advindas desta subcultura profundamente machista e sexista, para que assim possamos levantar questões de genero de forma fundamentada – questoes como: regulamentação de corpos, a importância de capacitar grupos historicamente marginalizados, quais possibilidades de resistência e promocao de justiça social existem dentro e fora do jogo.

Pesquisa

Nossa equipe é composta de pesquisadoras de gênero, escritoras, acadêmicas, consultoras, atletas e artistas, que tem um compromisso com valores feministas, e que estao abrindo espaços para debater assuntos ligados a gênero. Trabalhamos para construir fortes ligações com movimentos similares, e continuamos a elaborar estratégias conjuntas, no que tange assuntos de sexualidade, raça, classe e nacionalidade. Trabalhamos em parceria com o Instituto de Genero da London School of Economics (LSE) e com o Gender Hub, ambos no Reino Unido.

Guerreiras em Ação

A nossa garra esta diretamente ligada a energia que recebemos atraves das conversas proporcionadas por colaboradores, parceiros e participantes das nossas oficinas. Juntos, a gente vem realizando uma serie de diálogos de gênero, usando o futebol como instrumento. Esses dialogos ja ocorreram, mais de uma vez, nas seguintes localidades: Berlim (alemanha), Londres (Reino Unido), Accra (Ghana), Nova York e Providence (EUA), Recife, São Paulo e Rio de Janeiro (Brasil), e Porto-de-espanha (Trinidad). Confira alguns dos nossos trabalhos abaixo:

GUERREIRASPROJECT, em parceria com o The People Speak, de Londres, realizou a serie “Diálogos de Futebol & Gênero”. Estas sessões de diálogo ocorreram com uma mistura de técnicas – as dos lideres dos “talkaokes” do The People Speak, e as do GUERRIRASPROJECT – o que serviu como catalisador para o desenvolvimento do dialogo a respeito de normas de gênero. Aos participantes foram apresentadas entrevistas em áudio, fotografias, e sons ambiente de futebol feminino brasileiro , assim destacando a forma como o futebol feminino está começando a mover das margens para o ‘mainstream’ da cultura brasileira. Estes dialogos chamam a atenção dos participantes para algumas das tensões que acompanham essas mudanças, e isso se da atraves do compartilhamento de experiências (incluindo os estigmas e preconceitos) das jogadoras, e suas lutas para jogarem futebol. As vozes e histórias – das jogadoras – são então usadas ​​para estimular discussoes mais ampla em torno de como papeis tradicionais de gênero influenciam nas relações sociais –  dentro e fora do campo. Estas sessões foram realizadas no estúdios do The People Speak, em Hackney, Londres.

love.fútbol/GUERREIRASPROJECT visita a comunidade de Brasília Teimosa em Recife, Pernambuco, November 2012

“Sim. Muitas pessoas criticam o futebol feminino por dizer que e coisa de homem. Mas que os homens são capazes de fazer as mulheres também são.” – Gleya Cavalcanto da Silva, 14

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

“Eu acho, não tenho certeza, que as meninas ter forca de vontade e muita habilidade  são umas verdadeiras guerreiras…Nem mais, nem menos, que são iguais. Tem que parar com isso tipo de preconceito, pois do mesmo jeito que os homens jogar as mulher também.” – Gleya Cavalcanto da Silva, 14

“Acho que todos somos iguais e direitos são iguais.” – Evellyn Cristian G. da S., 16

68296_378634832227300_1045236427_n

PB262554

The GUERREIRASPROJECT (GP) and love.fútbol (LF), a non-profit organization that mobilizes underserved communities to build accessible and safe spaces for youth to play football, launched their partnership with the Vitoria de Santo Antão Women’s Professional Football Club in Recife, Brazil on Friday April 27th. The partnership represents an innovative approach to gender and ‘sport for development’ through which safe football spaces, professional female players, and local communities are brought together in a powerful triad. LF’s community-driven approach creates the physical and psychological football space as a platform for future development; the GP builds the capacity of professional female players to serve as role models and ambassadors of the game in the community; and a 10-week local campaign titled ‘Não Se Pode Ser o Que Não Se Pode Ver’ (You Can’t be What You Can’t See) is used to launch the gender-sensitive space. This space serves as a community platform for increasing the visibility of female role models, allowing their voices to be heard, and enabling new voices and bodies to participate in the nation’s most popular game. Ultimately, the project uses football as a tool for challenging narrow gender norms that have restricted girls’ and women’s involvement in the game, while simultaneously promoting individual and community empowerment.

Embaixadoras do GUERREIRASPROJECT Recife

TRINIDAD

The Guerreiras Project carried out a series of Futebol & Gender Dialogues with coaches, parents and players in Port of Spain, Trinidad in collaboration with TTASPE during the Next Step Sport for Development event November 8th-13th, 2011.

Voices from Futebol & Gender Dialogues, Trinidad

2007-12-21 02 28 32 from caitlin fisher on Vimeo.

Trinidad & Tobago – Ebony from caitlin fisher on Vimeo.

2007-12-21 06 09 26 from caitlin fisher on Vimeo.

2007-12-20 07 58 52 from caitlin fisher on Vimeo.

The GUERREIRASPROJECT Futebol & Gender Workshop launched in May 2011. It has been taken to various venues and forums, including the Gender Institute at the London School of Economics (LSE) and the Brazilian Embassy in Berlin during the 2011 FIFA Women´s World Cup. The multimedia piece, which combines audio interviews, writing, ambient sounds and still imagery, serves as the entrance point for a session that encourages participants to think critically about notions of empowerment, shifting gender  norms, and deeper sustainable change. We use futebol and gender as our lens to highlight the ways different systems of subordination operate and to reveal the ways liberating movements can get neutralized. In the session, we encourage participants to rethink the meaning of empowerment and the significance of `sport for change´,  and we challenge participants to consider how these concepts apply to other realms outside of football.

The GUERREIRASPROJECT is actively promoting these workshops in line with cultural and international events including the upcoming 2014 World Cup in Brazil and the 2016 Olympics in Rio de Janeiro. We aim to bring together different groups of people and organizations to discuss these issues in open dialogue, and we are currently working with a series of different partners, collaborators and professionals who are directly and indirectly connected to the initiative.

(Caitlin speaking during the Gender Kicks tour in Hamburg, Germany.)

 _____________________

GUERREIRASPROJECT workshop at the Gender Institute, London School of Economics.